Tratamento para Queda de Cabelo Masculino

 

Nos últimos anos, a medicina teve uma evolução tremenda no que concerne ao tratamento para a queda de cabelo masculino. Com o aparecimento de medicamentos como o Finasterida/Propecia e a evolução da restauração capilar através de cirurgia, já há esperança e ser careca é hoje em dia perfeitamente evitável. Pela primeira vez na história da humanidade, é possível parar ou abrandar a progressão da queda de cabelo e substituir o cabelo perdido por meio de intervenção cirurgica, obtendo como resultado um cabelo com aparência totalmente natural. Mesmo assim, é necessário estar atento para evitar produtos que não produzem qualquer efeito contra a queda de cabelo.

Todos nós já vimos anúncios nas capas de revistas masculinas, os comerciais na rádio e outras formas publicitárias promovendo artigos milagrosos para o tratamento da queda de cabelo. A realidade é que a maioria dos produtos publicitados não funcionam na prevenção e tratamento da queda de cabelo. Se um determinado produto não está devidamente aprovado pelas entidades competentes, existe uma grande probabilidade do mesmo não ter qualquer efeito e de a pessoa estar a gastar dinheiro desnecessariamente.

O tratamento para a queda de cabelo está também dependente de uma intervenção antecipada. É muito importante que se começe o tratamento com um produto eficaz assim que se note a queda de cabelo.

 

Os seguintes tratamentos foram clinicamente aprovados para o tratamento de queda de cabelo nos homens.

 

Finasterida, Propecia

Finasterida é o nome genérico de medicamentos de marca como o Propecia. A Finasterida foi originalmente desenvolvida pela Merck como uma droga para tratamentos de próstata. Todavia, durante os tratamentos iniciais, constatou-se um efeito secundário intrigante, de crescimento de cabelo. Deste modo, começou-se a desenvolver a Finasterida também como o primeiro medicamento em comprimido para tratar a queda de cabelo de padrão masculino

Em 1997, a Finasterida foi aprovada como forma de tratamento para a alópecia androgenética no homem. Este medicamento é a primeira droga na história a tratar de uma forma eficiente a queda de cabelo de padrão masculino na maioria dos homens que a tomaram.

O sucesso da Finasterida deve-se ao facto de inibir uma enzima que converte a testosterona em di-hidrotestosterona um androgénio mais potente (DHT). Este medicamento baixa os níveis de DHT até 60%, quando tomado de uma forma diária. É o DHT que faz com que os folículos capilares encolham, levando eventualmente à calvície. Esta redução até 60% em DHT comprovou-se que pára a progressão da queda de cabelo em 86% dos homens que tomaram a droga durante os ensaios clínicos. Além disso, 65% dos participantes experienciaram o que consideraram um aumento substancial no crescimento do cabelo.

Neste ponto, a única forma medicamente aprovada para parar o processo da queda de cabelo é a redução dos níveis de DHT. A Finasterida é assim considerada como a primeira forma de ataque para todos os homens interessados no tratamento da queda de cabelo do padrão masculino.

 

Minoxidil

Minoxidil foi a primeira droga aprovada para o tratamento da queda de cabelo de padrão masculino.Durante muitos anos, o minoxidil, sob a forma de comprimidos, foi amplamente utilizado para tratar a pressão arterial elevada. Tal como a Finasterida, os investigadores descobriram um efeito secundário muito interessante associado à droga. As pessoas que tomavam a droga começavam a ter um crescimento de cabelo em sítios inesperados.

Alguns investigadores tinham a noção de que a aplicação directa de minoxidil na cabeça poderia potenciar o crescimento de cabelo mesmo em zonas já carenciadas. De certa forma, este tratamento foi realmente eficaz, dependendo no entanto do nível ou extensão da perda de cabelo. Todavia, para o seu tempo, este tratamento foi revolucionário.

Embora o Minoxidil tenha sido clinicamente aprovado como forma de abrandar a progressão da queda de cabelo e de fazer com que algum cabelo até crescesse, muitos especialistas vêm este medicamento como uma droga menos eficiente que a Finasterida, uma vez que o Minoxidil não tem nenhum efeito no processo hormonal que causa a queda de cabelo. Os seus efeitos positivos são temporários e com resultados a longo termo decepcionantes.

 

É de salientar que muitos homens usam ambas as drogas ao mesmo tempo, de modos a potenciar ao máximo a conservação, manutenção e crescimento do cabelo.